Sun,sun,sun

Engraçado como, ao mudarmos de circunstâncias passamos a valorizar coisas que por muito tempo passavam despercebidas por serem rotineiras.Como, um dia de Sol.

IMG_4523-001

Um dia de Sol por aqui é como ganhar na mega sena, especialmente em se tratando de inverno.Hoje foi um desses, com direito a pôr do sol na praia de Kitslano, e, no final um passeio pelo bairro chinês onde aconteceu a celebração do Ano Novo, sendo 2013 o ano da cobra, o que promete bastante prosperidade pra todos nós.Que assim seja!

lunar_new_year_001

bun

                     

Valentine’s day

Por aqui é chegado o Dia de São Valentim, enquanto por aí se celebra o restinho do Carnaval.

Devo admitir que bateu saudades, e até uma invejinha dos amigos se divertindo sobre o sol escaldante do Rio de Janeiro.Mas, a realidade é outra, e, ao invés de fantasia, trabalhei a criatividade pra criar o presente do “Dia dos Namorados” falsificado.

A idéia, é velha, mas adaptei o tradicional “52 razões pelas quais eu amo você”, pra um jeito mais simples, que permite que qualquer pessoa sem dotes artísticos, traduzindo, eu, possa fazer.

Voce vai precisar de:

*1 baralho completo

*52 etiquetas(vende em qualquer papelaria,e,o tamanho fica a critério de cada um)

*sisal

Depois é só afixar as etiquetas com suas razões nas cartas, juntar tudo e amarrar com o sisal.Fofo,né?

Imagem

Imagem

Terapia de apartamento

Ando bem animada com a idéia de comprar, e, melhor ainda poder decorar a minha própria casa.

Como a grande maioria dos brasileiros, a casa própria sempre foi meu maior sonho, e, agora que tá pertinho de chegar, eu ando alucinada atrás de idéias de decoração.

Como a intenção é aliar residência e negócio, comecei pelo que mais vai me interessar, onde provavelmente passarei a maior parte do meu tempo: escritório, ou home office.

Deus salve a internet e a possibilidade que a mesma nos dá de inspirarmos sem sequer sair de casa.

Fonte:Pinterest

Fonte:Pinterest

Itens básicos e simples como cadeira e uma boa mesa fazem toda a diferença.Love it:

EmilySchuman_Image_001

Apple Cider

Continuando com a série cotidiano canadense, vamos pra mais uma bebida típica daqui: a cidra.Se, ao ouvir a palavra cidra, o que te vem a cabeça, é aquela bebidinha safada que usamos no final do ano quando o orçamento está curto e você não vai comprar champanhe, pode ir revendo seus conceitos.A cidra é muito mais que isso, ela é deliciosa.

Imagem

No inverno, é  uma das bebidas mais consumidas por aqui, na sua versão quente, que nada mais é que a cidra comum( produto não pasteurizado, não alcóolico produzido através do mix de diversos tipos de maçãs) servida com canela, casca de laranja, nutmeg e outras especiarias.

Você também pode encontrar a versão alcóolica, chamada de hard cider, cujo ingrediente principal pode ou não ser a maçã.O teor de álcool varia de 2%a 8%, tendo um sabor bem adocicado que desce fácil, fácil.

Uma das cidras produzidas no Canadá, é a Okanagan, proveniente aqui de Columbia Britânica mesmo, na região de Kelowna.Os sabores são maçã, pera, pessego, gengibre e frutas vermelhas, sendo a última minha favorita.

10_okanagan_cider_fruit_lg

Mês a mês em Vancouver

Vi no blog da Mariana, uma idéia bem legal, que é descrever o que sua  cidade tem de melhor a ser feito a cada mês, e, resolvi trazer o projeto pra cá.

Então, vamos lá,começando com o mês onde tudo se incia: Janeiro em Vancouver.

A temperatura em Janeiro oscila entre 3 e 5 graus, com chuvas quase diárias.Mas, a chuva pra quem mora numa cidade, em que dos 365 dias no ano, 166 são chuvosos, não pode ser considerada um empecilho.

Liquidação

Em janeiro, a liquidação de inverno continua,e, na maioria das lojas os descontos chegam a até 70%.Minhas lojas favoritas(Aritzia,H&M,Topshop e Forever 21) também entram na onda da liqui.

Esportes de inverno

Acredito que sejam poucos os lugares no mundo no qual, a cerca de meia hora da cidade”grande”, você possa ir esquiar, e, acima de tudo utilizando o transporte público.Mas, aqui é assim, e a Grouse Mountain é uma ótima opção inclusive pros iniciantes no esporte, tendo ainda a vantagem de uma das melhores vistas de Vancouver.

Grouse-Mountain

Artes

Na minha opinião, a cidade deixa um pouco a desejar no quesito agito cultural, mas, em janeiro, acontece um dos eventos mais esperados e interessantes do ano:Push, um festival de artes que desde de 2003, traz um pouco de vida e diversidade aos reservados canadenses.

Push-Image-3-Credit-Johan-Persson--1024x682

Fugere Urbem

Meus sogros vivem no meio do nada.A casa mais próxima fica há 40 km.Ir ao supermercado, se torna uma viagem de 120 km.E eles são felizes assim.

Eu sempre fui uma garota da cidade grande, com família grande e pouco espaço pra mim mesma.E sempre fui feliz assim.Até que imigrei.E, desde que aqui cheguei, os sintomas do Arcadismo me pegaram,e, cada dia mais, sonho com mais simplicidade,e, minha casa no campo.

Em virtude desse devaneio, que pode ou não passar, acabei me desligando por uns dias da vida virtual, e, me esbaldando na neve, no ritmo mais lento e no jeito de cidade de filme que a bonitinha Nelson tem.

downtown-nelson-winterCom 10 mil habitantes, Nelson fica  cerca de 700 km de Vancouver, e,  atrai bastante turistas no verão, em virtude do Lago Kootenay e das montanhas, que cortam a cidade, possibilitando aos amantes da natureza, fazerem muitas trilhas, além de canoagem, kite surf e pesca.Já no inverno, é mais vazia, mas ainda assim é possível esquiar a cerca de 10 minutos do centro da cidade.

Definitivamente, Nelson se enquadrou no meu ideal de “fuga da cidade”.Será ela a conquistar meu coração?

Pra quem quiser saber mais sobre Nelson, é só acessar o site da cidade e ter muito cuidado pra não acabar arrumando as malas e rumando pra essas bandas de cá.

Qual a sua palavra pra 2013?

O ano está começando.O ritmo ainda é lento, e, é claro nenhuma mudança ainda aparente.

Aproveitando que ainda há tempo, vi um projeto bem legal no blog da Ana, que trata de escolher sua palavra pra 2013.Pensei, pensei e pensei.Não é fácil escolher em que concentrar suas energias, o seu foco para os próximos 365 dias.Mas, por fim nasceu.A palavra é leve.

Como boa virginiana que sou, eu planejo tudo: a  hora de acordar, o que vou comer, as férias do próximo ano.Só que no final, todo o planejamento vai por água abaixou, eu não consigo cumprir nada do que me prometi garantindo assim a frustração constante.Por isso quero ser mais leve.

Quero deixar que todo o caos emocional, que acaba se refletindo inclusive na pilha de louça esperando pra ser lavada há três dias, se acalme.Quero deixar de remar contra a maré e ser um rio que flui como as águas.Quero não mais lutar contra o que não posso mudar.Quero que minha alma se desanuvie.Quero tornar-me dona dos meus próprios sentimentos e não mais deixar que eles tomem conta de mim.

Quero que o peso se dissipe.Leve o que foi ruim.Leve.

pena branca céu azul escuro

 

Bom finde!

E como foram de virada? Por aqui a comemoração foi bem morna, e, pra variar, estava frio até dizer chega no dia 31.Mas, seguindo as tradições, fui a praia, estourei o campanhe a meia noite e pulei sete ondas.Tinha mais uma meia dúzia de pessoas na praia, mas, depois  da meia noite todos se esvaíram junto com a neblina.

Já começando com as minhas resoluções de 2013, tenho acordado cedo todos os dias e ido correr/caminhar.Tenho tido uma grande dificuldade em acordar cedo, ainda mais porquê, por ser inverno, o Sol  só aparece por volta das 8, 9 da manhã.Uma outra boa idéia pra quem quer se exercitar é andar de bicicleta, e, nesse aspecto, a cidade é recheada de rotas pra ciclistas(clique aqui).Eu estou pensando seriamente em comprar uma bici

new-sbannerPra quem gosta de arte, está tendo exposição do Ian Wallace no Vancouver Art Gallery.A galeria, por si só, já vale a visita, além de ser uma das construções que eu mais gosto em Van City.O Ian é um canadense que mescla fotografia com arte contemporanêa, e, faz um trabalho lindo de se ver.Acontece até o dia 24 de fevereiro.

E pra completar o finde, nada como um bom brunch, hábito super cultivado por aqui.O Cafe Regalade, bistrô francês aqui em Kitslano vai ser minha pedida.

cafe regalade brunchE vocês?Muitos planos pro fds?

Sobre consumo e flores

Uma das coisas que eu mais gosto aqui no Canadá são as chamadas Thrift Stores, que nada mais é que uma loja de artigos de segunda mão.Além do aspecto da re-utilização de artigos cuja destinação final seria o lixo, aumentando ainda mais o problema de geração de resíduos, serve também como grande economia.

Acho engraçado o fato de no Brasil, essa prática não ser muito difundida e/ou aceita.O que vemos são os chamados brechós de luxo, onde se acaba é gastando talvez até mais do que o original.

Mas, o fato é que aqui tem, todo mundo compra ou vende nas Thrift Stores,e, semana passada com o Boxing Week, até os brechós estavam em liquidação.Aproveitei pra comprar algumas coisas pra decoração,e, no Ano Novo pra receber 2013 com boas energias, fiz alguns arranjos com o vaso/ porta biscoitos que comprei(custaram 4 dólares os dois).

IMG_4377

 

Achei que ficou lindo,e, custando bem pouquinho.